Comissão Europeia apoia projetos que promovam direitos e a saúde reprodutiva e sexual

O braço da Comissão Europeia para apoio ao desenvolvimento no mundo, a EuropeAid, publicou edital para apoio financeiro a projetos que promovam direitos e a saúde reprodutiva e sexual. Organizações brasileiras da sociedade civil podem enviar propostas, que serão apoiadas com valores entre 2 e 6 milhões de euros, ou 6 a 18 milhões de reais.

O objetivo geral do edital é o de contribuir para reduzir a pobreza e melhorar o bem-estar das pessoas nos países em desenvolvimento através da melhoria da saúde reprodutiva e informações sobre as opções de planejamento familiar. Da mesma,  melhorar o acesso universal à saúde reprodutiva, ODM 5.B, nos países em desenvolvimento com os piores indicadores.

Será dada prioridade a medidas identificadas e destinadas para as pessoas mais vulneráveis ​​e com menor acesso à saúde reprodutiva, e trabalhar em estreita colaboração, incluindo como um parceiro o setor público, na implementação de políticas públicas e fortalecer o acesso à saúde sexual e reprodutiva.

A data limite para envio das propostas, por e-mail, é dia 10 de dezembro. Elas podem ser elaboradas em português, porém o edital está disponível, nesta página, em apenas três idiomas: inglês, francês e espanhol.

Fundo Global para Mulheres recebe inscrições de projetos

A organização Fundo Global para Mulheres (Global Fund for Women), fundada na Califórnia, EUA, em 1986, está com inscrições abertas para seu edital de apoio a grupos de mulheres que promovem os direitos humanos das mulheres e meninas. O financiamento vai de 5 mil a 30 mil dólares, cerca de 11 mil a 66 mil reais.

Segundo a página do Fundo, acessada pela ABCR, são apoiados projetos que sejam em uma das seguintes áreas temáticas:

  • A Construção da Paz e o Término da Violência de Género
  • Promovendo Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos
  • Ampliando a Participação Cívica e Política
  • Garantindo Justiça Econômica e Ambiental
  • Aumentando o Acesso à Educação
  • Promovendo Filantropia de Mudança Social

Organizações brasileiras lideradas por mulheres podem enviar propostas, e parte da página na internet da organização está em português. São aceitas, porém, propostas em árabe, espanhol, francês, inglês e russo, até o dia 15 de dezembro, nesta primeira rodada, e 30 de junho, na segunda rodada.

Para saber mais, clique aqui.